O erro é dela, a conta é nossa

O erro é dela, a conta é nossa

Nova fase? Por enquanto, as medidas tomadas pela presidente não aliviaram a situação.

Governos que são reeleitos nas democracias costumam viver uma espécie de lua de mel com o país, pelo menos durante certo tempo. É o esperado quando um governante recebe o aval dos eleitores para permanecer por mais um período no poder. A presidente Dilma Rous­seff, porém, vem enfrentando uma realidade bem diversa.

Em primeiro lugar, a anunciada substituição do ministro da Fazenda, Guido Mantega, virou uma novela cujo final ainda não se sabe se será feliz. Mas o pior veio no campo das contas públicas.

Faltando 50 dias para o fim do primeiro mandato, Dilma enviou ao Congresso um projeto de lei para autorizar o governo a fazer uma gambiarra: abater do cálculo do superávit primário todos os gastos do Programa de Aceleração do Crescimento e as renúncias tributárias que beneficiaram setores como o automotivo.

Fonte: Exame

Leia mais AQUI

Posted in Economia and tagged , , , , , .

Deixe uma resposta