Brazil protesters demand President’s impeachment

Brazil protesters demand President's impeachmentProtesters say the President knew about a huge graft scandal at the state oil company Petrobras

Many were calling for her impeachment over a massive corruption scandal while she was head of the state oil company Petrobras, Agence France-Presse reports.

Rousseff, 67, also faces anger over rising inflation and a weak economy, especially among lower-income voters who traditionally back her Workers’ Party, locally known as PT.

Link video

http://ti.me/1AKMCyM

The biggest demonstration was in São Paulo, Brazil’s most populous city, where some 500,000 people took to the streets, dressed in the yellow and green of the national flag. “Get out, Dilma; get out, PT!” they chanted. Rallies took place in 83 other towns and cities across the country, including the capital, Brasilia, where 40,000 people marched toward Congress.

Opposition parties backed the protests but didn’t go so far as to call for the President’s impeachment.

Petrobras officials allegedly accepted bribes totaling a whopping $3.8 billion in exchange for contracts for refineries, oil tankers and deep-sea platforms, with payments channeled to powerful politicians and political parties.

An investigation into dozens of prominent political figures is under way, but the President, who was chairwoman of the company’s board at the time, has not been directly implicated and denies any involvement.

After the protests, the government said it would introduce measures to fight corruption and impunity.

Tradução

Os manifestantes afirmam que a presidente sabia sobre um escândalo de corrupção enorme na companhia petrolífera estatal Petrobras

Mais de 1 milhão de pessoas foram às ruas em todo o Brasil no domingo para protestar contra a presidente Dilma Rousseff.

Muitos estavam pedindo o impeachment ao longo de um enorme escândalo de corrupção, enquanto ela foi a chefe da companhia petrolífera estatal Petrobras.

Rousseff, de 67 anos, também enfrenta a raiva sobre o aumento da inflação e uma economia fraca, especialmente entre os eleitores de baixa renda que tradicionalmente apoiavam o Partido dos Trabalhadores, localmente conhecido como PT.
A maior manifestação foi em São Paulo, a cidade mais populosa do Brasil, onde cerca de 500 mil pessoas foram às ruas, vestindo o verde e amarelo da bandeira nacional. “Fora, Dilma; fora, PT! “, gritavam.
A manifestação ocorreu em 83 outras cidades em todo o país, incluindo a capital, Brasília, onde 40 mil pessoas marcharam em direção Congresso.
Os partidos de oposição apoiaram os protestos, mas não foram tão longe para pedir impeachment da presidente.
Funcionários da Petrobras alegadamente aceitado subornos, totalizando uma gritante $ 3,8 bilhões em troca de contratos para as refinarias, navios petroleiros e plataformas de águas profundas, com pagamentos canalizados para poderosos políticos e partidos políticos.
Uma investigação sobre dezenas de figuras políticas proeminentes está em curso, mas a Presidente, que foi presidente do conselho da empresa, na época, não foi diretamente implicado e nega qualquer envolvimento.
Após os protestos, o governo disse que iria introduzir medidas de combate à corrupção e à impunidade.

Fonte . Times.com

Posted in Mídia, Sociedade and tagged , , , .

Deixe uma resposta